O vazio

fairy-tale-1180921_960_720

Há uma coisa escura, pesada, sombria e angustiante que se instala no peito das pessoas por vezes. Não se sabe de onde vem nem porquê, mas o que é certo é que, quando se instala, parece sugar toda a alegria de viver e parece que nunca mais se pode ser feliz e que, assim, não vale a pena viver.

Eu considero esse vazio como uma falta de conexão ou uma falta de preenchimento de algo superior, poderoso e fortalecedor: autoestima, o poder de acreditar no melhor, e a presença de nós em nós.

Faltando presença, carinho e aceitação, bem como a crença ou a convicção em algo positivo em relação ao futuro, não pode haver felicidade, plenitude ou harmonia interior. Esse preenchimento é um grande acto de amor próprio, falarmos connosco, resgatarmo-nos dos nossos pensamentos mais sombrios e assustadores, e caminharmos rumo à superação de tudo o que nos consome.

Eu tenho encontrado nas várias terapias e práticas terapêuticas esse senso de pertença (presença) e ligação a algo superior, bem como acolhido todas as partes minhas que andavam tresmalhadas, tristes ou angustiadas. No fundo, acolhendo a angústia e dando-lhe um colo, um porto seguro, um abrigo, ela deixa de ser angustia para ser preenchimento.

Dando amor ao vazio, o que fica no lugar? Um ninho, um colo, uma presença. É isso a que me refiro quando falo em sermos a presença em nós. O nós preencher esse espaço escuro. Levar cor, vida, alegria, positividade, esperança e leveza. Quando a vida ocupa o lugar, não há espaço para a dor, mágoa ou vazio. Ele cessa, transforma-se e não é mais.

Seja vida, seja amor. Coloque-se no centro. Você é o centro. Você é tudo (o princípio e o fim).

Published by Paula Chocalhinho

Uso a Psicologia, a Hipnose e as Constelações Familiares para facilitar processos de mudança baseados na autoanálise e no autoconhecimento, indo às causas das perturbações e sintomas (aumento da consciência), promovendo o ensino de estratégias de regulação emocional (ansiedade e pânico) e trabalho com a criança interior para acolhimento das feridas e superação dos traumas. Para marcações, preencher o formulário em Contactar. Podcast Psicologia de Bolso no Spotify.

Leave a Reply

%d bloggers like this: