O que uma pessoa que já partiu quer que você saiba

summerfield-336675_960_720

Está tudo bem.
Eu perdoo-te.
Não há nada a perdoar, aliás…
Está tudo certo.
Eu amo-te.
Fizeste o melhor que podias.
Estarei sempre aí, em memória e consciência.
Dei-te o melhor que pude.
Fiz o melhor que pude.
Lamento por tudo aquilo que faltou.
Não estou mais aí, sei que a ausência e a saudade deixam uma falta, um espaço vazio.
Mas, por favor, ocupa-o de algo bom, do amor que tinhas por mim, da admiração, ou daquilo que te deixei.
Todos deixamos algo, um legado. Eu dei-te o meu.
Guarda-o e segue para a Vida, para a frente.
Não me trazes de volta à vida por olhares para trás. Não te quero manter presa na morte, no passado.
Pertences à vida, ao aqui e agora, onde não estou fisicamente.
Sei que é doloroso, mas tens de dizer adeus da minha presença física.
A minha presença etérica, energética, continua sempre contigo, em vida.
Como tal, viverei sempre através de ti.
Preciso que continues, por ti, e por mim.
E pela família que continuas a ter.
Eles precisam de ti.
Não és menos por seguires em frente, rumo à vida e à alegria novamente.
És mais, somos mais.
É para isso que existes e continuas a existir.
Eu sigo também, e tu segues.
Em caminhos e patamares distintos, mas todos seguimos.
Essa é a nossa missão.
Mas juntos seguimos, apesar dos véus que nos separam.
Todos fazemos parte de um colectivo, de uma massa.
E nunca estamos separados, na verdade.
É apenas ilusão.
Estou só aqui deste lado, continuando a minha jornada.
A tua te levará aqui também, por isso é apenas uma questão de tempo até todos estarmos reunidos novamente, não desesperes.
Agradeço a tua lealdade por ficares, mas não precisa mais.
Sinto o teu amor por mim, transforma a tua dor nisso mesmo: em amor apenas.
É apenas amor que nos liga.
É apenas amor que nos deve ligar.

 

Published by Paula Chocalhinho

Uso a Psicologia, a Hipnose e as Constelações Familiares para facilitar processos de mudança baseados na autoanálise e no autoconhecimento, indo às causas das perturbações e sintomas (aumento da consciência), promovendo o ensino de estratégias de regulação emocional (ansiedade e pânico) e trabalho com a criança interior para acolhimento das feridas e superação dos traumas. Para marcações, preencher o formulário em Contactar. Podcast Psicologia de Bolso no Spotify.

Leave a Reply

%d bloggers like this: