Como funcionam as consultas online

keyboard-690066_1920

Tempos estes em que vivemos… Neste momento muitos profissionais estão em regime de teletrabalho, e os psicólogos não são excepção. Muitas pessoas estão a evitar esse serviço porque julgam que não tem o mesmo efeito, que não resulta, que não tem graça, mas também porque não têm privacidade em casa actualmente, considerando que há marido/mulher, companheiro/companheira, e filhos sempre à espreita, a fazer barulho ou a pedir a sua atenção.

Quando há mais pessoas em casa, há que tentar arranjar forma, ficar num dos quartos, ir para o terraço ou para o jardim, e pedir à família que respeite essa hora. Se está sozinho/a, com os filhos, aproveitar a hora da folga ou mesmo quando eles estão a ver um filme ou a jogar, já se sabe que podem ficar horas distraídos dessa forma. Mesmo que haja alguma interrupção, está tudo certo, desde que seja breve.

Como tal, mesmo hipnose é possível fazer via videochamada sim, com os mesmos resultados do que em gabinete. Mesmo antes desta pandemia, já realizava estas consultas com clientes de várias partes da Europa, inclusivamente de outras partes do nosso país, como da zona de Lisboa, Alentejo ou mesmo Algarve. Nada como experimentar. É preferível fazer consultas online do que ficar a deprimir ou com ataques de pânico constantes, dadas as circunstâncias.

O que é preciso para estas consultas virtuais: um telemóvel ou um computador, uma boa ligação à internet, seja ela qual for, uns phones se preferir, e um sítio onde esteja confortável e a sós, sem muito ruído externo e, preferencialmente, onde possa ficar pelo menos uma hora sem interrupções, apesar de, por vezes, elas poderem vir a acontecer.

Se quer experimentar essa modalidade e quer marcar consultas comigo, é só entrar em contacto através de mensagem privada seja no Facebook, telemóvel ou Instagram, ou mesmo através do formulário disponível na secção “Contactar” aqui no blog, e eu responderei assim que possível. Vamos a isso? Os tempos pedem reajustes, este é um deles.

Published by Paula Chocalhinho

Uso a Psicologia, a Hipnose e as Constelações Familiares para facilitar processos de mudança baseados na autoanálise e no autoconhecimento, indo às causas das perturbações e sintomas (aumento da consciência), promovendo o ensino de estratégias de regulação emocional (ansiedade e pânico) e trabalho com a criança interior para acolhimento das feridas e superação dos traumas. Para marcações, preencher o formulário em Contactar. Podcast Psicologia de Bolso no Spotify.

Leave a Reply

%d bloggers like this: